Buschinho fazendo história

   Kyle Busch, é um piloto, odiado por uns, e amado por muitos, um dos mais talentosos pilotos do mundo, é tido também por alguns como arrogante, não concordo.
Kyle é um showman, sabe o talento que tem e o que pode fazer ao volante de um carro, nesta temporada venceu dezesseis corridas, dez etapas da Nationwide Series, três na Sprint Cup Series, e três na Camping Wolrd Truck Series.
   Neste fim de semana, Kyle Busch escreveu seu nome mais uma vez na história da Nascar, vencendo as três corridas em Bristol, no Tenessee. Na quinta-feira venceu na CWTS na sexta pela Nationwide, e no sabado pela Sprint.
   Como todos os pilotos ele tem lá seus pontos fracos, vence e dá show, mas também se envolve bastante em acidentes, muitos não por sua culpa, a Nascar é assim, exige agressividade do piloto, mas também exige um pouco de paciencia em certos momentos. Correndo cercado por adversarios de todos os lados, é dificil conseguir bons resultados sem arriscar, e é isto que faz de Kyle um um grande vencedor, ele arrisca, é agressivo, e tem um talento enorme.
   Kyle é o terceiro colocado na Sprint cup com 3170 pontos, 351 atrás de Kevin Harvick o lider. Na Nationwide é também o terceiro, com 3396 pontos, 434 atrás do lider Brad keselowski e com quatro etapas a menos. Na Camping World Trucks, é o décimo nono colocado, com 1322 pontos, 1211 atras do lider Todd Bondine, mas com apenas oito das dezesseis etapas disputadas
   É só aguardar, tem muito mais por aí. Aos fãs de Kyle Busch, sorriam, comemorem, aos que o odeiam, chorem de inveja.

Sonoma

   Aconteceu ontém no Infineon Raceway, em Sonoma na Califórnia, a décima terceira etapa da Formula Indy, e última etapa em circuitos mistos. As proximas quatro corridas serão disputadas nos ovais de Chicago, Kentucky, Motegi e Miami. Will Power marcou a pole, e venceu fácil, a corrida foi marcada por muitas barbeiragens, e um acidente assustador com o carro 4 da Panther, Dan Wheldon, saiu andando e não sofreu um arranhõ sequer. Um momento em que me assustei com a irresponsabilidade da direção de prova, foi no final, faltando seis voltas para o final, Hiddeki Mutoh rodou em local perigoso, e a bandeira amarela não desceu, o Carro de resgate entou na pista pra retirar o piloto e seu carro sob bandeira verde, o carro estava parado em uma curva de baixa velocidade, imagino o susto que Power e Dixon tiveram ao chegar ali, e se deparar com aquela cena, confesso que estou ficando com medo dessa direção de prova da Indy, no Texas, aquele incendio no carro da Simona Di SIlvestro e a demora da equipe de resgate pra apagar o fogo e socorrer a piloto, em Edmonton aquela palhaçada tirando a vitória do Hélio Castroneves e agora em Sonoma isto, não sou desses que fica com papo de segurança pra lá e pra cá, aliás dou muita risada de fãs de aumobilismo que falam muito em segurança e riscos, mas nesse caso, vi um grande risco para as pessoas que trabalham na Indy, alem dos riscos de acontecer algo mais grave, tem ainda a credibilidade da categoria que fica abalada, a Indy é uma categoria profissonal e já passou da hora de agir profissonalmente em casos como este.
    Sobre a disputa do campeonato, apesar de estar aberta ainda, acho que só um milagre tira esse titulo do Will Power, são quatro ovais, o que não é da especialidade dele, mas são ovais onde estrategia conta bastante, a Penske tem ainda Hélio e Briscoe, que vencendo ajudam bastante Power, na Ganassi, Franchitti, é o adversario direto de Power, e Dixon corre por fora, ou seja, a vitoria de um atrapalha o outro, portanto, com a vantagem que tem, o que Power tem que fazer agora é só marcar seus rivais, chegar logo atras deles, não precisa vencer nem dar show, um bom desempenho apenas para administrar a vantagem que tem lhe garante o titulo, uma vez que a disputa vai ser grande entre seus rivais, os pilotos do velho Chip, além de duelar entre eles, terão que enfrentar Castroneves e Briscoe, que creio vão estar bastante motivados nessas ultimas etapas, e ainda temos equipes com Andretti, KV, Dreyer & Reinbold, que podem aparecer bem, e até levar uma vitória nesses ovais, principalmente em Chicago e Kentucky. Por tudo isso, acho que só um milagre tira o titulo do Will Power.