Smoke rumo ao tri?

   A prova de Martinsville foi uma das melhores da temporada, talvez a melhor, toques, empurrões, batidas, paybacks, tudo que a NASCAR tem de melhor.
   Brian Vickers esteve envolvido em quase todas bandeiras amarelas, em uma delas acertou Jamie McMurray, que não gostou nada e tentou dar o troco, já com o carro só pela metade, mas só tentou mesmo, errou, acertou o muro e destruiu o que restava de seu carro. Muitos carros foram destruidos ao longo da prova, Kyle Busch, Marcos Ambrose, Kurt Busch, Brad Keselowski, Mark Martin, Bobby Labonte, foram alguns. Alguns abandonaram outros se arrastaram até o final, o que acabou ajudando Carl Edwards, que chegou a estar em 25º mas acabou conseguindo um 9º lugar e mantem a ponta do campeonato.
   Sem sombra de duvida quem mais perdeu em Martinsville foi Matt Kenseth, que chegou à Virginia vice líder, se envolveu em acidente, e saiu de lá praticamente fora da disputa, com chances matemáticas, mas pouco prováveis.
   Tony Stewart, chegou em Martinsville na quarta colocação do campeonato, ficou longe de confusão, algo que ele não costuma muito evitar, fez uma grande ultrapassagem em cima de Jimmie Johnson no final, assumiu a ponta, venceu, agora é o vice líder, 8 pontos atras de Edwards.
   Parece que será esta a disputa do titulo, Carl Edwards e Tony Stewart, os demais tem chances, mas dependerão muito de maus resultados destes dois.

P
Piloto
Pontos
Atrás
1
Carl Edwards
2273
2
Tony Stewart
2265
-8
3
Kevin Harvick
2252
-21
4
Brad Keselowski
2246
-27
5
Matt Kenseth
2237
-36
6
Jimmie Johnson
2230
-43
7
Kyle Busch
2216
-57
8
Kurt Busch
2215
-58
9
Dale Earnhardt Jr.
2200
-73
10
Jeff Gordon
2197
-76
11
Denny Hamlin
2193
-80
12
Ryan Newman
2184
-89
Anúncios

Uma prova tipica de oval curto

   Nas ultimas semanas a NASCAR recebeu deste blog o mesmo tipo de atenção que a Band destina à Indy, mas vamos lá.
   A prova da Truck Series em Martinsville foi bastante interessante, pelo menos pra quem, assim como eu, gosta de ver o circo pegar fogo. Muitos toques, empurrões  rodadas, trucks destruídos, e até algumas confusões, e tudo isso aconteceu até mesmo depois da bandeira quadriculada.
    E pra quem reclama dos detritos fantasmas, hoje a bandeira amarela deixou de ser acionada até mesmo por carros lentos ou parados na pista.
   Faltando 14 votas para o fim, Austin Dillon e Ron Hornaday, duelaram pela liderança na relargada, Dillon segurou Hornaday, mas esqueceu que Denny Hamlin vinha logo atras, Hamlin se aproveitou, assumiu a ponta e venceu com tranquilidade.
   A prova não foi boa para os brasileiros, Nelsinho terminou em 13º e Paludo em 16º.
   Uma lição que fica para qualquer piloto é: Jamais fique na frente de Todd Bodine.
   Faltam duas etapas para o fim do campeonato, Texas no proximo dia 4 e Miami no dia 18. E o Top 10 está assim:
  1. Austin Dillon           811 pontos
  2. James Buescher       -11
  3. Ron Hornaday         -15
  4. Johnny Sauter         -15
  5. Timothy Peters        -48
  6. Todd Bodine           -67
  7. Matt Crafton           -91
  8. Joey Coulter*         -92
  9. Cole Whitt*            -96
  10. Parker Kliegerman* -129

* Estreante

Esse consegui ver

   Há 20 anos, Ayrton Senna conquistava seu terceiro titulo na Fórmula 1, foi também o último titulo brasileiro na categoria. No mesmo ano, Rubens Barrichello foi campeão da Fórmula 3 Inglesa, e Christian Fittipaldi da Fórmula 3000, hoje GP2.
   O Brasil é o terceiro país em numero de títulos na F1, são 8, todos conquistados dentro de um período de 19 anos, entre o primeiro titulo de Nelson Piquet em 1981, e o ultimo de Senna foram exatamente 10 anos e 3 dias, nesse tempo Emerson Fittipaldi ainda foi campeão da Indy e da Indy 500 em 1989.
   A temporada 1991 de Fórmula 1 teve 16 etapas, com oito poles e sete vitorias e duas voltas mais rápida, terminado com 96 pontos. Mansell foi seu grande rival em 91, e terminou o ano com 72 pontos. A Mclaren foi campeã de construtores, com 139 pontos, contra 125 da Willians.


    

Circuito
País
Pole
Vencedor
Phoenix
EUA
Ayrton Senna
Ayroton Senna
Interlagos
Brasil
Ayrton Senna
Ayroton Senna
Imola
San Marino
Ayrton Senna
Ayroton Senna
Monte Carlo
Monaco
Ayrton Senna
Ayroton Senna
Gilles Villeneuve
Canadá
Ricardo patrese
Nelson Piquet
Hermanos Rodrigues
Mexico
Ricardo patrese
Ricardo Patrese
Magny-Cours
França
Ricardo patrese
Nigel mansell
Silverstone
Inglaterra
Nigel Mansell
Nigel mansell
Hockehiem
Alemanha
Nigel Mansell
Nigel mansell
Hungaroring
Hungria
Ayrton Senna
Ayroton Senna
Spa Francochamps
Belgica
Ayrton Senna
Ayroton Senna
Monza
Italia
Ayrton Senna
Nigel mansell
Estoril
Portugal
Ricardo patrese
Ricardo Patrese
Catalunya
Espanha
Gerhard Berger
Nigel mansell
Suzuka
Japão
Gerhard Berger
Gerhard Berger
Adelaide
Australia
Ayrton Senna
Ayroton Senna

   
   20 anos que se passaram voando. Que os próximos 20 anos tragam melhor sorte aos brasileiros na Fórmula 1.

Nasci atrasado

   Eu bem que tentei, economizei dois meses, mas ainda nasci muitos anos atrasado.
   Há exatos 30 anos Nelson Piquet conquistava seu primeiro titulo na Fórmula 1, depois vieram mais dois.
    Como eu gostaria de ter visto um dos maiores pilotos da historia correr no auge de sua carreira.

  

2011 não deixará saudades

   A prova de Las Vegas era a grande promessa da Indy para 2011, e acabou se tornando o maior desastre da categoria nos últimos anos.
   Dan Wheldon morreu aos 33 anos, deixa esposa e dois filhos. E deixa também uma categoria que precisa rever muitas coisas.
    O pior de tudo, é rever o vídeo do acidente e constatar que a tragedia poderia ter sido ainda maior.


   A temporada 2011 não deixará saudades, já Dan Wheldon. 

A decisão

   Pelo quarto ano seguido a decisão da Indy será entre Chip Ganassi e Penske, nas três ultimas temporadas o titulo ficou com o time de Chip Ganassi, em 2008 Dixon levou a taça, e nos dois últimos anos Dário Franchitti venceu.
   No domingo Dário é favorito para levar o titulo, tem vantagem de 18 pontos para Will Power, Power por sua vez, precisa de uma combinação de resultados para ficar com o titulo, mas apesar de não ter bingo desta vez, Power fez a pole no Kentucky, e o Las Vegas Motor Speedway tem características parecidas, além disso foi exatamente em Vegas que no dia 11 de outubro de 1997, Elizeo Salazar, o grande amigo do Nelsão, conquistou sua única vitória na carreira.
   O time de Chip Ganassi venceu oito campeonatos nos últimos 15 anos, em três oportunidades levou a Indy 500, a Penske ganhou três campeonatos, e ganhou a Indy 500 cinco vezes.
   Apesar de Will Power ter sido o grande nome da Indy nas ultimas duas temporadas, a Penske não tem tanto a comemorar, afinal, Power acabou perdendo o titulo em 2010, e está em situação bastante complicada para a corrida decisiva de domingo, isso sem contar o fraco desempenho de Helio Castroneves e Ryan Briscoe.
   Meu lado torcedor (da Penske) ainda acredita, o lado racional sempre achou que Power não conseguiria vencer o escocês, e meu lado critico diz que tanto faz, a temporada 2011 é pra se apagar da memoria (com exceção das 500 milhas).
   Las Vegas World Championship, está ai uma corrida que adoraria assistir, nem que fosse pela TV.

De volta à cidade dos carros

   Detroit ainda é a cidade dos carros né? Bem, vi numa reportagem que estava virando uma cidade fantasma.
   Mas tanto faz, um acordo entre a Chevrolet e a Penske Corporation vai levar a IndyCar de volta ao Belle Isle a partir de 2012. A prova será realizada entre 1 e 3 de junho de 2012, logo após as 500 milhas de Indianápolis (será que o bingo não deu certo?).
   O circuito de rua de 2,1 milhas recebeu provas da categoria nos anos de 2007 e 2008, o vencedor da primeira edição foi Tony Kanaan, em 2008 teria dado Brasil não fosse por uma manobra irregular de Hélio Castroneves que teve de ceder a posição para Justin Wilson, na época na Newman-Haas, conquistando assim a última vitoria da equipe de Paul Newman e Carl Haas.