Cinco vezes Keselowski

Índice

Quem não assistiu a etapa de Chicago na tarde de hoje, perdeu uma grande corrida, e o resultado não poderia ser melhor (na verdade poderia, mas está de bom tamanho), grandes disputas e Brad Keselowski levando o Ford Fusion #2 ao Victory lane pela quinta vez em 2014.

Brad largou atrás, vigésimo quinto, fez um grande trabalho, junto com seu Crew Chief, Paul Wolfe, e assumiu a liderança, eu erro num pit stop custou caro e Brad perdeu varias posições, se recuperou e num momento em que Kevin Harvick e Kyle Larson duelavam ferozmente pela liderança, Brad se meteu na briga, assumiu a ponta e aproveitou pra abrir vantagem, enquanto Harvick e Larson continuavam seu duelo atrás dele, quando parecia que a prova estava ganha, Danica Patrick e Ricky Stenhouse Jr. bateram e provocaram uma bandeira amarela, ela disse que a culpa foi dele, não adianta discutir, Stenhouse vai dormi no sofá. Na relargada, Brad manteve a ponta, e quem chegou pra festa foi Jeff Gordon, que deixou Harvick pra trás e passou a duelar com Larson pela segunda posição, enquanto Keselowski abria vantagem novamente. Mesmo fora do Chase, Kyle Larson correu como se estive na disputa, mal posso esperar pra ver o que ele será capaz de aprontar daqui algum tempo, com um pouco mais de experiência. Aric Almirola era outro que vinha tendo uma ótima tarde, brigando por um top 5, até seu motor estourar, uma grande frustração pra ele, e pro time de Richard Petty.

Agora a noite, manhã de segunda-feira na Austrália, foi anunciado um acordo entre Team Penske e Dick Johnson Racing, uma parceria para o campeonato de 2015 da V8 Supercars, com Marcos Ambrose ao volante do icônico Ford #17.

Não tenho duvidas de que essa parceria será um sucesso.

400

2014 NASCAR Sprint Cup Series Richmond

Na noite do ultimo sábado, Brad Keselowski deu ao Team Penske sua vitória de numero 400, depois de dominar a Federated Auto Parts 400 no Richmond International Raceway.

400 vitórias do Time de Roger Penske, nas mais diversas series, de Trans-Am à Sprint Cup, com alguns dos maiores pilotos da historia, parabéns ao Capitão e todos que fizeram parte da historia de sucesso desta equipe.

Brad partiu da pole, só foi superado por Kevin Harvick, e logo depois reassumiu a ponta pra não sair mais, foram 383 voltas lideradas. Mas a cena mais curiosa da prova foi sem duvida a deste torcedor que decidiu assistir a prova de cima da cerca de segurança, o que provocou uma bandeira amarela para que ele fosse retirado do local. De acordo com a policia, James R. Dennis, 53 anos, disse que era seu aniversario e ele queria aparecer na TV.

Bw5cELSIQAAo796.jpg largeAo fim da prova, Jimmie Johnson precisou de atendimento médico, por desidratação.

 

O Terrivel Sam Hornish Jr.

   E no aniversário de dois anos deste blog que ninguém lê, um belo presente, Sam Hornish Jr. venceu sua primeira corrida na NASCAR, em Phoenix, palco também de sua primeira vitória na Indy, aliás, na ultima vez que a Indy correu Phoenix ele venceu também. Na verdade foi uma dobradinha da Penske, com Brad Keselowski chegando em segundo.
   Hornish já havia até esquecido de como comemorar uma vitória, sua ultima vitória foi em 9 de junho de 2007, no Texas, ainda na IndyCar, 
   E parece que a Nationwide está decidida, Ricky Stenhouse Jr. precisa de muito pouco pra ser campeão em Homestead.
   Que essa vitória marque um começo de uma fase vitóriosa como foram os anos em que Hornish correu na Indy, foram 3 títulos e uma Indy 500.
   Sei que não importa pra ninguém, mas este é o post numero 300 do blog, acho que escrevo muito menos do que gostaria.

A temporada termina, os trabalhos continuam

   A temporada da Indy terminou, mas os trabalhos continuam.
   Ed Carpenter anunciou que agora será proprietario de sua propria equipe, a Ed Carpenter Racing, e fará a temporada completa em 2012, com o apoio da vodka Fuzzy, que tem sido seu principal patrocinador desde o ano passado.
   A Penske também anunciou os planos para 2012, Helio Castroneves como já era de conhecimento de todos renovou por mais um ano, a duvida era Ryan Briscoe, que também foi confirmado, assim, o time de Roger Penske mantém uma operação com três carros, um apoio da SKF, fabricante de auto peças foi anunciado semana passada, e novos patrocinadores devem ser anunciados nas próximas semanas. Desde 2009, os três pilotos da Penske venceram 21 corridas e marcaram 28 poles.
   E a Rahal-Letterman Lanigan estará de volta para todas as provas da temporada 2012 da Indy, com 2 carros alinhados. O motor será Honda, os pilotos e patrocinadores também devem ser anunciados nos próximos meses.
   O objetivo maior da mudança de chassi era substituir o velho modelo, feito pra andar nos ovais, e há muito ultrapassado, mas além de modernizar a categoria, o custo foi levado em conta, um dos objetivos do projeto era fazer um carro mais barato, e parece que já começa a surtir efeito. Rahal-Letterman que vem desde 2009 lutando pra conseguir voltar ao grid, e Ed Carpenter que perdeu a vaga em 2010, depois que a Vision teve que fechar as portas por falta de patrocínio, estão de volta, que outras equipes também consigam fechar o orçamento buscar uma vaga no grid em 2012. Mas que um limite de carros seja estabelecido e principalmente, respeitado.
   E o novo carro voltou à pista ontem em Indianápolis, Tony Kanaan e Dário Franchitti testaram o novo carro, cada um com o motor de sua equipe, Tony testou com o novo motor Chevrolet, que irá equipar os carros da KV em 2012, e Dário com o motor Honda, que segue com Chip Ganassi. Hoje por causa da chuva os carros não foram para a pista, devem voltar amanhã, caso tenha pista seca.

A decisão

   Pelo quarto ano seguido a decisão da Indy será entre Chip Ganassi e Penske, nas três ultimas temporadas o titulo ficou com o time de Chip Ganassi, em 2008 Dixon levou a taça, e nos dois últimos anos Dário Franchitti venceu.
   No domingo Dário é favorito para levar o titulo, tem vantagem de 18 pontos para Will Power, Power por sua vez, precisa de uma combinação de resultados para ficar com o titulo, mas apesar de não ter bingo desta vez, Power fez a pole no Kentucky, e o Las Vegas Motor Speedway tem características parecidas, além disso foi exatamente em Vegas que no dia 11 de outubro de 1997, Elizeo Salazar, o grande amigo do Nelsão, conquistou sua única vitória na carreira.
   O time de Chip Ganassi venceu oito campeonatos nos últimos 15 anos, em três oportunidades levou a Indy 500, a Penske ganhou três campeonatos, e ganhou a Indy 500 cinco vezes.
   Apesar de Will Power ter sido o grande nome da Indy nas ultimas duas temporadas, a Penske não tem tanto a comemorar, afinal, Power acabou perdendo o titulo em 2010, e está em situação bastante complicada para a corrida decisiva de domingo, isso sem contar o fraco desempenho de Helio Castroneves e Ryan Briscoe.
   Meu lado torcedor (da Penske) ainda acredita, o lado racional sempre achou que Power não conseguiria vencer o escocês, e meu lado critico diz que tanto faz, a temporada 2011 é pra se apagar da memoria (com exceção das 500 milhas).
   Las Vegas World Championship, está ai uma corrida que adoraria assistir, nem que fosse pela TV.

De volta à cidade dos carros

   Detroit ainda é a cidade dos carros né? Bem, vi numa reportagem que estava virando uma cidade fantasma.
   Mas tanto faz, um acordo entre a Chevrolet e a Penske Corporation vai levar a IndyCar de volta ao Belle Isle a partir de 2012. A prova será realizada entre 1 e 3 de junho de 2012, logo após as 500 milhas de Indianápolis (será que o bingo não deu certo?).
   O circuito de rua de 2,1 milhas recebeu provas da categoria nos anos de 2007 e 2008, o vencedor da primeira edição foi Tony Kanaan, em 2008 teria dado Brasil não fosse por uma manobra irregular de Hélio Castroneves que teve de ceder a posição para Justin Wilson, na época na Newman-Haas, conquistando assim a última vitoria da equipe de Paul Newman e Carl Haas.

Mudança na Penske

   Ryan Briscoe terá um novo mecânico chefe a partir da etapa de Motegi, trata-se de Rick Rinaman. Rinaman está na Penske desde 1983, e em quase 30 anos trabalhou com algumas lendas do automobilismo, começou com Rick Mears até 1988, em 1989 trabalhou com Al Unser, a partir de 1990 trabalhou com Emerson Fittipaldi por seis temporadas e depois com Al Unser Jr. desde 2000 trabalhava com Helio Castroneves.
   Neste período Rinaman fez parte da equipe vencedora da Indy 500 por quatro vezes, em 1993 com Emerson Fittipaldi, em 2001, 2002 e 2009 com Helio Castroneves.
   Rick Rinaman assume o lugar de Matt Jonsson, que assume a Penske Chevrolet.
   Ao longo da temporada 2011 todas as três equipes tiveram mudanças, Clive Howell estrategista de Will Power foi substituído por Tim Cindric, Howell assumiu um cargo na direção da equipe, Cindric que era estrategista do carro #3 teve sua vaga preenchida por John Erickson. E agora mudança na equipe do carro #6.